quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Topa andar apertado, sem grana e sem acessórios?

Apertado, sem potência e nenhum equipamento, esses carros podem não te atrair, mas para Bruce Wayne Weiner... ele passou os últimos 15 anos em busca deles e estocando-os em sua caverna garagem, mas agora vai vende-los.

São 200 dos menores carros do mundo – valor estimado em 7 milhões de libras (cerca de R$ 21 milhões). Ele vai vender a coleção no dia 15 de fevereiro no museu de microcarros que leva seu nome em Madison, Georgia, nos EUA.











Duzentão...


Pois é, essa semana o Blog passou dos 200... 200.000 visualizações... tá bem né?

Brinquedo novo, Super Tucano 1/48


quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Brinquedo novo, Ferrari FF 1/18


Trem de socorro vai para o lixo??

Lembram da minha (ainda) indignação pelo Vultee BT-15 que ROUBARAM aqui de Campinas? Pois é, até hoje ninguém me deu uma notícia sequer, me basta calar? Acho que não, ainda tento contatos...

O mesmo sentimento o Luiz aqui de Campinas tem com o patrimonio público ferroviário que esta sendo sucateado, abandonado e jogado no lixo, aqui faço um relato das informações que ele me passou. E tem mais, piores e mais graves do que este aqui de hoje, publicarei com tempo.

=======================================================

Por algum tempo este Trem de Socorro, do qual faz parte o Guindaste Wellman (hoje, ainda nas cores desbotadas da # fepasa) que pertenceu à Cia Mogiana de EF, os demais vagões não tenho certeza se pertenceram à CMEF (Cia Mogiana de Estradas de Ferro), esteve em exposição na Gare da Estação Cultura.

O Trem foi retirado da Gare e posicionado ao lado da Nova Rodoviária, numa área descoberta, entre a Estação Cultura (ex_Cia Paulista de Estradas de Ferro) e o depósito coberto onde hoje, provavelmente, ele se encontra "guardado" e mais depenado ainda.

Na minha opinião este Trem de Socorro deveria ser preservado, pois brevemente teremos o corte geral das sucatas históricas ou não, que estão em Campinas e demais cidades!!!!!

Luiz Souza -Campinas/SP







quarta-feira, 23 de janeiro de 2013